sexta-feira, 3 de julho de 2009

Nós estamos realmente bons nisso!


sexta-feira, 3 de julho de 2009 às 22:21 - Postado por Vitor Blessa Anselmo.

200 do Sul

Sim leitores, trata-se de mais um épico.

Temos um cenario, algumas pernoagens, pontos altos e baixos, todas aquelas caracteristicas encontradas em histórias como Os Lusiadas, Hécules, Os Argonautas, todos esses contos que nossos tios avôs contavam para nós.

Nossa história aconteceu no dia 27/06/2009, um sábado.

Estava esperando o Denão (Denis Ventos do Sul) chegar na barra funda, pois eu havia ido fazer o processo seletivo da uninove (sim leitores eu mudei de curso), o combinado eram tres e meia na catraca do metro barra funda, lá iamos encontrar o pessoal de Mogi e o Caçapava (Fabricio).

Com a demora de mil trens e a lerdeza de 700 tartarugas marinhas, o pessoal começa a chegar, logo de primeira avistei a Marcela, logo atras a Marina, a Samara acompanhando o Bruno e o Bruno, e tinha Julia e a Amanda também.

Conversando o tempo passa mais rápido, passei a catraca e comprimentei a todos, falamos de coisas como moda depois que um gay tentou sair do metro pela catraca que entra, aquelas conversas típicas de escoteiro como "aquele acampamento" ou "o meu grupo" enfim, apenas conversas típicas.

E com mais uma demora, agora de 300 guerreiros espartanos sem sandalia e uma mula manca Fabricio surge do nada com cara de cansado e dizendo que estava com raiva... bom o porque perguntem para ele.!

Conversas vão conversas vem, a mulherada de mogi decidi visitar o estande do contem um grama do metro, mas voltam de mão abanando, pois somente um produto, custavam lá seus cinquenta e poucos reais, é a crise influênciando até na questão dos cosméticos.!

Depois de esperar mais alguns minutos vejo ao longe caminhando a passos de formiga mas com vontade...! Denão, e com uma ótima noticia, mais escoteiros por ali, é o pessoal que foi pro Ginclã na paulista, Karol, Taila, Allen, Ardillez, o cara da CP do cabo kennedy, tinha o Bill também que agora ta na Holanda.

Agora com muitas pessoas e só um ideal, tomamos o caminho para OSASCO, mas desa vez, o caminho errado.!

Com a trupe formada, a mochila abarrotada, embarcamos no trem com sentido a Lapa, porém na CPTM existem duas estações da Lapa a Lapa de baixo e a Lapa do alto...uma estação é do lado da outra..mas nessa noite, nada mais parecia perto.!

Agora um ponto chave do épico.

Quando saimos na estação errada, perguntei ao sr. guarda onde ficava a outra estação, então ele me informou " ô chefia, é só passar o bloqueio vira a direita, primeira escada a esquerda" até ai tudo bem.! pra variar errei o caminho fiz o contrario.! e lá se foram mais horas perdidas embaixo de chuva.!

Nessas horas foram questionadas, "porque não entramos de graça no trem o funcionário falou errado" " e ai, agente vai te que entra no trem de novo?"..enfim..muitas perguntas uma só resposta, galera..vamo andando não ta longe, foi uma frase divina, e todos caminhamos para o terminal da Lapa que vai para a cidade encantada de OSasco...

Nesse meio caminho das estações, tinha uma franquia da 25 de março, que vendia desde guarda chuva até carregador de MP∞ ( infinito).

Deu medo, mas chgamos, lá embarcamos no busão que vai até a igreja, demoramos muitos assuntos mais 45 minutos de curvas até a sede do Tocantins, que é o ponto final.!

Chegando lá, confirmamos a inscrição, foram chegando mais pessoas, e o salão foi enchendo, e começou umas das apresentações mais significantes que eu já vi na minha vida, era do grupo de dança que o Rael (um exemplo de chefe) faz parte, teve cantoria, dançaria, risadaria só faltou a p...adaria..enfim..!

Após a apresentação começou um grande evento pioneiro, a pré-vigilia dos distritos de numero 8 9 10.

Eu nao vou lembrar todos os detalhes de toda a pré vigilia, mais dois momentos em especial vou lembrar por um bom tempo, é uma coisa meio egocentrica.

O tema da pré vigilia foi inclusão social, a primeira dinamica me marcou pelo fato que eu e Karol, fomos aplaudidos pela explicação que demos sobre a sua integração com a sociedade, foi uma coisa bonita que a mamãe da Karol tinha nos falado na noite anterior a desse épico.!

O segundo momento foi uma explicação que me saiu da mente e de algumas lições de filosofia que estudei por ai..e fui aplaudido, fiquei meio sem graça, mas foi bacana.(=

Bom, tiveram as esquetes que são o momento de pagar uma ala do zoológico reservado aos macacos.

Com o tema da inclusão social diferente do tema sugerido para as pré-viglias em São Paulo o Tocantins levou nada mais nada menos do que mais de 70 inscritos, ou coisa parecida...

Por aqui vou ficando, eu sou Vitor Blessa Anselmo diretamente para o Blog 200 do sul.

5 comentários:

 Denão disse...

Épicos e mais épicos, assim é a vida de algumas pessoas( entre elas eu claro) apesar de tudo oq ue aconteceu a pré vigilia foi otima. PARABÉNS ao G.E. TOCANTINS...
4 de julho de 2009 00:11

 Denas disse...

olha cara... eu achei 70 pessoas um numero de pessoas muito grande para uma pré-vigilia... não querendo ser o chato, mas pra esse tipo de evento, preza-se a qualidade e não pela quantidade... porque realmente... a pre vigília é importantíssima para que um pioneiro represente o lema servir. E isso pode atrapalhar no andamento da atividade. Mas, acredito eu, que o Tocantins conseguiu tocar a atividade sem nenhum problema! Acho legal essa união do ramo pioneiro!
4 de julho de 2009 23:17 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.