quinta-feira, 21 de março de 2013

Legalização de Grupo Escoteiros


Os Chefes Samuel C Campos do GE Tocantins e o Ch Eder Tadeu do GE Primeiro de Brownsea participaram ontem, na Biblioteca Pública Nuto Sant'Anna, na Praça Tenório de Aguiar, 32, Santana, São Paulo/SP, da palestra do Sr. Ricardo Beráguas, contador especializado em 3º setor, que informou os presente sobre as etapas necessárias para a legalização de Organizações Não-Governamentais (ONGs).

Demonstrando profundo conhecimento do setor, no qual também tem trabalhos, o palestrante esclareceu os convidados em suas dúvidas e disponibilizou alguns materiais de apoio e o contato de sua empresa para os interessados.

O Sr Ricardo, salientou alguns aspectos chaves da Resolução 1409 do Conselho Federal de Contabilidade: ITG 2002 – Entidade sem Finalidade de Lucros destacando alguns documentos importantes para as ONGs: Estatuto e Ata de Eleições com funções bem definidas registradas em cartório; Contabilidade adequada à ITG2002; Relatório (Anual) de Atividades da Organização com informações sobre a população atendida, ações e recursos empregados e resultados alcançados. Ele explicou que este relatório, deve descrever fielmente os apontamentos do Demonstrativo de Resultados, onde cada projeto deve estar claramente identificável.

Por sua experiência, afirmou que as empresas e órgãos interessados em patrocinar projetos no terceiro setor, buscam principalmente organizações transparentes e responsáveis na gestão dos recursos e que os benefícios fiscais são menos importantes nos critérios de escolha, pois as empresas buscam benefícios da associação de marcas, que destacam negócios socialmente responsáveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.